Divertidas 

VIVENDO E APRENDENDO


Aos 8 anos:
Aprendi que meu pai pode dizer um monte de palavras que eu não posso.
Aos 11 anos:
Aprendi que minha professora sempre me chama quando eu não sei a resposta.
Aos 13 anos:
Aprendi que quando meu quarto fica do jeito que quero, minha mãe manda eu arrumá-lo.
Aos 15 anos:
Aprendi que não se deve descarregar suas frustrações no seu irmão menor, porque seu pai tem frustrações maiores e a mão mais pesada.
Aos 28 anos:
Aprendi que nunca devo elogiar a comida da minha mãe enquanto estou comendo alguma coisa que minha mulher preparou.
Aos 30 anos:
Aprendi que se pode fazer num instante algo que vai lhe dar dor de cabeça a vida toda.
Aos 32 anos:
Aprendi que quando minha mulher e eu temos, finalmente, uma noite sem as crianças, passamos a maior parte do tempo falando sobre elas.
Aos 34 anos:
Aprendi que a época que preciso realmente tirar férias é justamente quando acabei de voltar delas.
Aos 42 anos:
Aprendi que se você está levando uma vida sem fracassos, você não está correndo riscos o suficiente.
Aos 44 anos:
Aprendi que gravatas de seda caras são aquelas que atraem molho de espaguete.
Aos 48 anos:
Aprendi que se você quer saber quem manda numa família, deve observar quem toma conta do controle remoto da TV.
Aos 51 anos:
Aprendi que o homem tem quatro idades:
1ª - quando acredita em Papai Noel,
2ª - quando não acredita em Papai Noel,
3ª - quando é o Papai Noel e
4ª - quando se parece com o Papai Noel.
Aos 55 anos:
Aprendi que quando chego atrasado ao trabalho, meu patrão chega cedo.
Aos 63 anos:
Aprendi que não posso mudar o que passou, mas posso deixar pra lá.
Aos 66 anos:
Aprendi que todas as pessoas que dizem que "dinheiro não é tudo" geralmente tem muito.
Aos 71 anos:
Aprendi que você nunca deve ir para a cama sem resolver uma briga.
Aos 76 anos:
Aprendi que envelhecer só é importante se você é um queijo ou um vinho.
Aos 92 anos:
Aprendi que tenho muito a aprender.
- Desconhecido -

voltar para o índice