Estudos 2  
Servimos a Deus servindo pessoas II (Marcos 10:41-45)

As grandes oportunidades estão normalmente escondidas nas coisas pequenas e são as coisas pequenas que determinam as grandes coisas (Jeremias 45:5). Sempre há uma disposição para a grande maioria fazer as coisas grandes. Por isso na continuação do tema anterior quero sugerir mais alguns princípios de como desenvolver um coração de servo.

I. Os servos fazem qualquer tarefa com igual dedicação (Colossenses 3:23). O que quer que façam os servos os servos o fazem de todo coração. O tamanho da tarefa não é importante. A única questão é: precisa ser feita? E é justamente nos pequenos serviços que crescemos à semelhança de Jesus: lavar os pés dos discípulos, ajudar as crianças, servir aos leprosos e preparar o café da manhã para os pescadores.

II. Os servos são fiéis ao seu ministério (I Co 4:2). Os servos terminam as suas tarefas, cumprem as suas responsabilidades, mantêm as promessas e levam a cabo seus compromissos. A fidelidade é uma qualidade cada vez mais rara em nossos dias, mas é isso que justamente Deus busca nos servos, para sejam companheiros de Abraão, Moisés, Samuel, Davi, Daniel, Paulo, Timóteo... Deus promete recompensar os servos fiéis (Mt. 25:23). Ah! Servos fiéis jamais se aposentam. Eles seguem servindo fielmente enquanto viverem.

III. Os servos mantêm a discrição (I Pedro 5:5). Os verdadeiros servos não se promovem nem chamam atenção para si mesmos. Ao invés de agir para impressionar eles usam um avental de humildade para servir aos outros. Eles não servem fazendo um show, servindo à vista – servir para que as pessoas fiquem impressionadas, à semelhança dos fariseus que haviam transformado a generosidade e até mesmo a oração em espetáculo para os outros. A autopromoção e a atividade de servir não se misturam. Os servos não são o centro de atenção. Eles se satisfazem servindo silenciosamente na sombra.

Sabendo disso, não desanime quando seu serviço não for reconhecido ou notado. Continue servindo ao Senhor. Mesmo o menor serviço é reconhecido por Deus e recompensado. Conforme disse Senhor Jesus em Mateus 10:42.

- Pastor Cacuto

voltar ao índice